A alimentação saudável começa no berço

A juventude em busca de suas verdades
5 de julho de 2017
Já pensou que você pode mudar seu próprio destino?
6 de julho de 2017
Mostrar todos

A alimentação saudável começa no berço

Os pais têm um papel fundamental na formação da alimentação saudável dos filhos, por isso é importante conhecer alguns hábitos essenciais para identificar sinais de má nutrição e ajudar os pequenos a construir uma boa relação com a comida desde cedo. 

“A família exerce a maior influência ambiental
sobre a formação e o desenvolvimento da criança
e, portanto, também sobre seus hábitos alimentares.”

As crianças e os adolescentes têm pouco controle sobre a disponibilidade de comida em casa e, como a maioria de nós, tendem a escolher os alimentos que são servidos em casa e que estão mais fáceis de serem consumidos, mais “à mão”.

Então nosso cuidado deve começar com a atenção na seleção desses alimentos. Os pais são os responsáveis pelas escolhas e pelos padrões alimentares familiares, pois decidem o tipo de comida comprada, a qualidade e forma de preparo da mesma, além de transmitirem sua cultura e tradições através dessas escolhas e de seus próprios comportamentos alimentares.

“A alimentação saudável deve ser um hábito familiar”

Esses comportamentos influenciam e servem de modelo para a criança, que os observam e imitam, como forma de desenvolver sua identidade, de se sentir como igual e fazer parte da família.

Já o adolescente tem necessidade de ter autonomia para desenvolver sua identidade, de fazer suas próprias escolhas, de se perceber diferente da família e ser responsável por suas ações, devendo ser encorajado a se cuidar sozinho.

Portanto, para proporcionar a formação de hábitos alimentares saudáveis, é fundamental que sejam adotadas práticas e comportamentos saudáveis por toda a família desde o nascimento da criança e com incentivos adequados a cada fase da vida.

Uma alimentação saudável desde a infância é essencial para o adequado crescimento e desenvolvimento, além de promover a saúde e prevenir as consequências da má nutrição, como: dificuldade de concentração e aprendizado, crescimento abaixo do esperado, baixa imunidade, ganho de peso abaixo ou acima do esperado, dentre outras.

Por isso, é fundamental que os pais fiquem atentos aos sinais que podem indicar o baixo consumo de nutrientes essenciais.

“Os pais são os responsáveis pelas escolhas e pelos padrões alimentares familiares, pois decidem o tipo de comida comprada, a qualidade e a forma de preparo da mesma, além de transmitirem sua cultura e tradições através dessas escolhas e de seus próprios comportamentos alimentares.”

Como identificar a má alimentação e incentivar as crianças a comer melhor?

Para acompanhar a alimentação do seu filho e favorecer a construção de bons hábitos alimentares desde cedo, destacamos alguns hábitos essenciais:

Acompanhe periodicamente o ganho de peso, o crescimento e a saúde da criança:

Se perceber alguma alteração importante procure orientação profissional, preferencialmente de um médico e/ou de um nutricionista. A caderneta de saúde da criança e do adolescente são ótimos recursos para ajudá-lo!

Acompanhe a evolução dos hábitos alimentares da criança:

Observe o consumo em casa e acompanhe também o consumo fora de casa. Se perceber hábitos não tão adequados, converse com a toda a família, pergunte e negocie, de forma bem natural, mudanças na rotina de todos para proporcionar uma alimentação saudável.

Proporcione novas experiências com a comida e com o ambiente em que se come:

Incentive seu filho a experimentar alimentos geralmente pouco aceitos por ele na forma de novas preparações, diferentes das que ele já provou. Associe alimentos mais nutritivos a momentos agradáveis e descontraídos, como festas, piqueniques e encontros de família!

Aja como modelo sobre o que e como comer:

Lembre-se que os pais são as principais referências dos hábitos das crianças, por isso seja um bom exemplo para seus filhos imitarem!

Torne disponíveis e acessíveis os alimentos mais nutritivos:

Tenha sempre em casa variados alimentos naturais e pouco processados e deixe-os visíveis, fáceis de serem encontrados e consumidos.

Envolva a criança na compra dos alimentos e no preparo das refeições:

A alimentação da família é responsabilidade de todos. Além disso, as crianças adoram ir para a cozinha, pois se sentem responsáveis e parte da rotina da família, o que auxilia imensamente a desenvolver uma relação natural com as diferentes comidas e com o ato de comer.

Realize refeições em família:

Esse hábito é muito importante para promover melhores hábitos alimentares e é um ótimo momento para desenvolver um melhor relacionamento da família como um todo.

Estimule seu filho a comer, comendo:

Comer com atenção é muito importante para comer melhor de forma geral! Por isso, oriente as crianças a não fazer nada além de comer durante a refeição, a olhar para a comida, a mastigar os alimentos até triturar quase tudo o que tiver na boca e a perceber os sabores, cheiros, texturas e cores dos alimentos.

Incentive a escola do seu filho a realizar ações de promoção de alimentação saudável:

Solicite a oferta de mais opções de alimentos nutritivos, seguros e saborosos e menos alimentos ultraprocessados na cantina escolar, além da realização de ações de educação nutricional para pais e alunos.

Como fazer tudo isso?! Dê um passo de cada vez!

Para cada hábito citado existem muitas estratégias, que serão mais bem exploradas nas nossas próximas publicações.

Se necessário, busque orientação de nutricionistas especializados em alimentação infantil, que possam apoiar e orientar pais e filhos.

Alguns sites também podem ser úteis, pois contém informações e publicações confiáveis para a família, como os sites da Sociedade Brasileira de Pediatria e do Ministério da Saúde.

Acompanhe nossas próximas publicações na nCiclos ou escreva para nós: neusa@nbnutricao.com.br e bianca@nbnutricao.com.br. Até a próxima!

Leia também: Como anda a alimentação do seu filho?

Neusa Moura & Bianca Iuliano
Nutricionistas, formadas na USP, sócias e diretoras da NB Nutrição e Bem-estar, consultoria especializada em ações de educação nutricional em empresas e escolas, e responsáveis técnicas da iNutri, que realiza Programas de Educação Alimentar em escolas particulares.

“Pretendemos criar experiências e despertar a consciências das pessoas para a construção de uma boa relação com a comida, resgatando o valor da comida e do comer como fonte de prazer e saúde, em seu aspecto amplo: bem-estar físico, mental e social.”

Saiba mais sobre Neusa e Bianca

Neusa Moura & Bianca Iuliano
Neusa Moura & Bianca Iuliano
Nutricionistas, formadas na USP, sócias e diretoras da NB Nutrição e Bem-estar, consultoria especializada em ações de educação nutricional em empresas e escolas, e responsáveis técnicas da iNutri, que realiza Programas de Educação Alimentar em escolas particulares. “Pretendemos criar experiências e despertar a consciências das pessoas para a construção de uma boa relação com a comida, resgatando o valor da comida e do comer como fonte de prazer e saúde, em seu aspecto amplo: bem-estar físico, mental e social.” Saiba mais sobre Neusa e Bianca