Como o mentoring pode ajudar a ampliar o network?

Relaxar, aceitar, mulher
Aceitar quem somos
6 de outubro de 2017
criança
Quando eu era criança…
10 de outubro de 2017
Mostrar todos

Como o mentoring pode ajudar a ampliar o network?

Mentoring, Network

Para a imensa maioria das coisas que fazemos na vida precisamos do apoio de outras pessoas ou, pelo menos, em geral fazemos melhor quando contamos com esse suporte. Isso vale para tudo, inclusive para a vida profissional. Por essa razão, independentemente de estarmos no início da carreira ou de já termos certo tempo de estrada, precisamos criar e continuamente nutrir o que chamamos de “network”, nossa rede de contatos.

Colegas do trabalho atual e de anteriores, líderes, clientes, potenciais clientes e pessoas influentes no nosso meio profissional são exemplos de pessoas com quem precisamos manter contato, em favor do bom desenvolvimento de nossa carreira. Algumas pessoas têm mais facilidade em criar e manter um network, já outras, sentem uma enorme dificuldade em fazer isso. Para todos, no entanto, é essencial cultivar bons contatos profissionais, pois são essas pessoas que poderão nos indicar para novos projetos e nos aconselhar em situações delicadas no futuro.

Qual a importância de ter um bom network?

Network, relacionamentos

Ter um bom network significa ter a quem recorrer quando precisar de um suporte instrumental (quando tiver alguma dúvida técnica mesmo dentro da sua área) e também orientação e aconselhamento para questões profissionais mais subjetivas, como problemas de relacionamento com o chefe, decisões importantes sobre os rumos da carreira, entre outros desafios. As pessoas que têm um bom network costumam ter mais sucesso profissional, o que inclui uma carreira mais sólida e ascendente, rendimentos satisfatórios, influência e boa reputação no meio profissional, além do sentimento de satisfação com o trabalho e a carreira.

Como criar e manter um bom network?

Há várias maneiras de fazer isso, mas é preciso ter alguma estratégia para não se perder com uma enorme quantidade de contatos que nada representam. Procure manter laços com pessoas que são realmente relevantes para sua carreira. Outro perigo é forçar relações apenas por interesse unilateral. Antes de tudo, é preciso que haja interesses comuns dentro e/ou fora do âmbito profissional para que surja qualquer nível de relação. Concorda?

A partir daí, em todo relacionamento, seja ele pessoal ou profissional, é necessário nutrir, cultivar, demonstrando que você se interessa pelo sucesso e pelo bem-estar da outra pessoa e que está disponível para ajudar caso necessário. Também é importante manter contato com certa frequência e para isso podemos contar com as redes sociais, telefonemas, e-mails, convites para um bate-papo e por aí vai… O importante é fazer-se presente de tempos em tempos, aproveitando, sempre que possível, os acontecimentos que permeiam os interesses em comum para retomar o contato.

Como o mentoring pode ajudar a ampliar o network?

network, mentoring

Outra forma bastante eficiente de ampliar o network é o mentoring. O bom mentor inclui o mentorado na sua rede de contatos. Isso ajuda a suprir as necessidades que o mentor não consegue atender. Afinal, o mentor pode não ter domínio sobre tudo o que o mentorado precisa. Nesse processo, novos contatos profissionais são firmados, ampliando ainda mais o network do mentorado. E muitos desses novos contatos poderão também transformar-se em mentores!

Multiperson mentoring

Se formos parar para pensar na função do network, veremos que ele se aproxima do mentoring, pois oferece suporte instrumental (para o trabalho e a carreira) e psicossocial (para as questões mais pessoais e subjetivas). Lembra quando falei acima dos benefícios de um bom network?

A esse propósito, deparei com um conceito bem interessante em um artigo da Harvard Business Review: “multiperson mentoring”. Seria o mentoring desempenhado por vários mentores, um conceito que se aproxima do que a literatura do mentoring chama de rede ou constelação de desenvolvimento. Pois bem, no artigo, o multiperson mentoring foi usado para explicar o que seria network.

De acordo com o conceito, as pessoas que compõem nosso network desempenhariam, cada qual, algumas das funções que um bom mentor costuma realizar. Ou seja, um bom network seria aquele que inclui contatos de diferentes categorias a quem podemos recorrer quando temos necessidades variadas, desde orientação técnica até aconselhamento psicossocial e promoção (indicação para oportunidades), funções que um mentor geralmente presta ao seu mentorado.   

É importante lembrar que “fazer networking” não é só nos beneficiarmos dos nossos contatos. Todas essas funções que alguém pode desempenhar quando necessitamos de auxílio também podem ser desempenhadas por nós para algum dos integrantes do nosso network. Ou seja, assim como o mentoring, o network é uma via de mão dupla, uma grande rede em que os integrantes se relacionam e contribuem para o desenvolvimento um do outro. 

E você? Precisa de ajuda para ampliar seu network? Que tal procurar um mentor?


Clique aqui para ler outros textos de Paulo Erlich

comentários

Paulo Erlich

Mestre em Gestão Empresarial (FBV), com pesquisa em Mentoring. Coach, consultor, facilitador, palestrante e formador de mentores e coach pessoal e executivo. É fundador e diretor da Erlich uma consultoria com foco no desenvolvimento de pessoas e organizações.

“Aqui vou falar sobre o verdadeiro significado do Mentoring e o valor desse recurso de desenvolvimento humano. Pretendo trazer reflexões para incentivar as pessoas a estabelecer relacionamentos harmônicos e produtivos, nos mais diversos contextos pessoais e profissionais.”

Saiba mais sobre Paulo

Paulo Erlich
Paulo Erlich

Mestre em Gestão Empresarial (FBV), com pesquisa em Mentoring. Coach, consultor, facilitador, palestrante e formador de mentores e coach pessoal e executivo. É fundador e diretor da Erlich uma consultoria com foco no desenvolvimento de pessoas e organizações.

“Aqui vou falar sobre o verdadeiro significado do Mentoring e o valor desse recurso de desenvolvimento humano. Pretendo trazer reflexões para incentivar as pessoas a estabelecer relacionamentos harmônicos e produtivos, nos mais diversos contextos pessoais e profissionais.”

Saiba mais sobre Paulo