Tempos de Crise?! Descubra como criar, crescer e se reinventar!

O Pensamento Positivo pode ser um saco vazio
10 de agosto de 2017
Ajustar o foco e a forma de enxergar o mundo
11 de agosto de 2017
Mostrar todos

Tempos de Crise?! Descubra como criar, crescer e se reinventar!

Tempos de crise e de dificuldades são grandes as oportunidades para as pessoas e as empresas conseguirem se reinventar. No entanto a pressão, a tensão e a ansiedade aumentam o stress, o que pode comprometer a capacidade de pensar de forma clara, limitar o foco e a concentração no trabalho, diminuir a capacidade adaptativa e, ainda pior, bloquear a capacidade criativa!

Pode parecer paradoxal, mas momentos de crise são excelentes para que as empresas invistam nos líderes e nos funcionários como forma de ajudá-los a superar a tensão, os desafios e a desenvolver as competências necessárias para seguir adiante e vencer as barreiras existentes, facilitando assim contornar a própria crise. 

O clima de apreensão, insegurança e desconfiança que pode se instalar em fases de crise econômica e política, como a que estamos vivendo no momento no Brasil, afeta a capacidade das pessoas de acreditar na possibilidade de superação e no seu potencial.

Dar demasiado peso aos rumores de que “tudo que está mal e ficará ainda pior” pode realmente conduzir as pessoas para este “lugar pior” ao desencadear verdadeiras bolas de neve a partir da descrença, desesperança e pessimismo que levam ao medo, ao desânimo, à baixa motivação e que, consequentemente, levam à menor capacidade de enfrentar as dificuldades e desafios. E aí sim, tudo piora!

REINVENTAR – Criar algo a partir do
que já existe, transformar a si,
a algo ou outrem, transformar
o cotidiano , sair da rotina.

Nas crises se descobre aptidões, se desenvolvem habilidades, se encontra o impulso para o crescimento e o se reinventar. Se a ansiedade e as emoções não forem bem gerenciadas o stress podem atrapalhar fortemente, se tornando um vilão neste processo.

Minhas maiores e melhores ideias e projetos surgiram em fases de crise e de incertezas. Nestas fases tirei da gaveta projetos de trabalho esquecidos, coloquei em andamento projetos antigos e desenvolvi projetos novos. Nas crises mudei hábitos e minha rotina, passei a me cuidar melhor, iniciei uma atividade física, comecei a meditar. Mudanças que perduram até hoje, como resultado da decisão e da crença de que, para superar a crise, tenho que ser melhor do que já sou.

Dia a dia procuro manter a “memória das conquistas” acesa como forma de manter o ânimo e o meu otimismo em alta. Ser otimista não é negar a realidade, mas encarar as coisas pelo lado positivo e esperar um desfecho favorável, mesmo em situações difíceis. Pesquisas comprovam que os otimistas vivem mais e melhor, além de serem mais resilientes. Então não deixe o pessimismo pegar você.

Vida boa e longa para todos nós!

Clique aqui para ler outros texto de Rosalina Moura

Rosalina Moura
Psicóloga especialista em gerenciamento do stress. Terapeuta individual, de casais e de família. Coach de Bem-Estar e de Emagrecimento. Palestrante. Diretora da Rumo Saudável. Colaboradora em programas de Rádio e TV.

” Conteúdos com reflexões, ideias e ferramentas que levem à saúde integral, ao equilíbrio emocional, ao crescimento e prosperidade das pessoas. Parada necessária para a tomada de consciência sobre os caminhos que escolhemos, percorremos e onde estamos agora. Parada para descobrir como construir novas estradas, que levem a lugares desejados e diferentes dos até então visitados. Parada para descobrir coisas sobre si mesmo, suas forças e como se libertar das crenças limitantes que te impede de ser tudo o que você pode ser.”

Saiba mais sobre Rosalina

Rosalina Moura
Rosalina Moura
Psicóloga especialista em gerenciamento do stress. Terapeuta individual, de casais e de família. Coach de Bem-Estar e de Emagrecimento. Palestrante. Diretora da Rumo Saudável. Colaboradora em programas de Rádio e TV. ” Conteúdos com reflexões, ideias e ferramentas que levem à saúde integral, ao equilíbrio emocional, ao crescimento e prosperidade das pessoas. Parada necessária para a tomada de consciência sobre os caminhos que escolhemos, percorremos e onde estamos agora. Parada para descobrir como construir novas estradas, que levem a lugares desejados e diferentes dos até então visitados. Parada para descobrir coisas sobre si mesmo, suas forças e como se libertar das crenças limitantes que te impede de ser tudo o que você pode ser.” Saiba mais sobre Rosalina
//]]>