Uma pessoa de sucesso! Afinal de contas o que é isso mesmo?

Atitude – fator determinante em nossas vidas!
13 de julho de 2017
Governança e saúde para profissionais de uma nova era
14 de julho de 2017
Mostrar todos

Uma pessoa de sucesso! Afinal de contas o que é isso mesmo?

Lendo uma postagem de um desses novos gurus do empreendedorismo, me deparei com a frase: Para ser uma pessoa de sucesso… Como isso me incomodou… Dei uma olhada nos comentários de seus “seguidores” e fiquei ainda mais incomodada ao perceber que muitas (muitas mesmo) daquelas pessoas acreditam que podem alcançar o “tal” sucesso, talvez com a ajuda desse empreendedor de… sucesso.

“Acho muito nocivo o conceito de sucesso como um “pacote”

Acho muito nocivo o conceito de sucesso como um “pacote”, uma coisa só, uma condição onde poucos se encontram. Pior ainda, acho terrível mostrar uma proposta fantasiosa dizendo, “olha, eu consegui o sucesso. Faça o que eu digo e você também vai conseguir”. Isso é cruel.

Eu sei o quanto machuca buscar essa quimera porque eu mesma busquei isso grande parte da vida. Resumindo, eu julgava sucesso ter o reconhecimento das pessoas e dinheiro no banco. Atualmente ainda busco o reconhecimento das pessoas e ainda busco dinheiro. Os motivos é que mudaram.

Busco o reconhecimento como se buscasse almas irmãs, pessoas com quem compartilhar, adquirir ou até mesmo despertar visões. Busco dinheiro para me sustentar e adquirir coisas que necessito e experiências que só ele pode comprar. Mas isso é um processo. Não se encerra em um objetivo em si, que após alcançado…

O que vem depois? E como se mede isso? Como alguém se define finalmente como uma pessoa de sucesso? Viu como é subjetivo?

“o problema mora na forma como se encara reconhecimento”

Acho que o problema mora na forma como se encara reconhecimento. Vi num vídeo recente que as pessoas buscam “likes” em suas redes sociais desesperadamente sem nem mesmo gostar verdadeiramente delas mesmas. Buscam “centos milhões de K´s” em seguidores para que sintam a confirmação de que alcançaram o… sucesso.

Em conversa com uma amiga, ela me disse que achava bonito uma pessoa simplesmente parar de seguir sua página e gentilmente se retirar. Isso provava que o que ela tinha a dizer não interessava à tal pessoa e que ela optou por não mais receber informações sobre o trabalho dessa amiga.

Refleti muito sobre isso. Realmente é muito elegante uma pessoa que faz isso sem deixar ofensas e polêmicas vazias e agressivas. Não que eu não ache bom o desafio. Mas poucos são aqueles que te lançam elegantemente suas visões contrárias.

Dessa forma, perder esse “like” deixa espaço para que alguém que realmente tem a ver com a sua proposta possa se aproximar de você e somar. Somar na busca, somar na caminhada, somar na viagem, somar no processo e nem por isso significar que, enfim, você chegou ao ápice e tem… sucesso.

“O que é sucesso? Se você busca um ideal de sucesso ilusório,
vai passar a vida sentindo-se fracassado”

O que é sucesso? Se você busca um ideal de sucesso ilusório (aquilo que o outro conquistou e que o faz parecer feliz), vai passar a vida sentindo-se fracassado, incapaz, inadequado, infeliz; ou pior, não merecedor desse ideal inatingível de sucesso. Afinal, o que essa pessoa experimenta como sucesso, funciona para essa pessoa unicamente. Somos todos seres únicos, e assim, temos necessidades únicas.

Pregar uma forma de alcançar o sucesso que não passe por ajudar as pessoas a descobrirem seu próprio valor e potencial únicos é charlatanismo. Ditar regras e propor objetivos comuns a seres tão diferentes é na verdade, uma horrível mentira.

“O sucesso é tão subjetivo, minha gente…”

O sucesso é tão subjetivo, minha gente… O sucesso para uma mãe é ver seu bebê comer o “papá” todinho. Para muitos, o sucesso é poder viajar para onde quiser, quando quiser. Para outros, o sucesso é ter amigos (acho um verdadeiro sucesso isso, mas essa sou eu). Para os pais, o dinheiro dessas tantas viagens seria fundamental para pagar o estudo dos filhos, para que tenham… sucesso.

Atualmente, sucesso pra mim é conseguir escrever um texto ou fazer um desenho. Vejo tantas pessoas que julgam sucesso comer ou ir ao banheiro sem sentir dor. Há ainda pessoas que sofrem de outras condições médicas, como eu sofro de depressão, e julgam sucesso passar um dia inteiro em paz, e até feliz.

Por isso fiquei tão indignada com a proposta obscena de ensinar os outros a ter sucesso. Porque, no final das contas, o que adianta ter milhares de seguidores numa rede social se você não tem um abraço amigo no fim do dia?

De que adianta tantas pessoas te vendo como um deus, e fazendo comentários tipo, você é incrível, você é demais, você é perfeito, se você mesmo não se sente assim tão perfeitamente feliz. De que adianta muito dinheiro se você não tem saúde ou paz? É ilusório.

“Vamos descobrir dentro de nós o que nos faz feliz”

Como diz o antigo ditado: sucesso é ser feliz! Vamos descobrir dentro de nós o que nos faz feliz, sem buscar isso nas histórias alheias ou em páginas de redes sociais.

O autoconhecimento não é fácil, mas é possível, e passa, principalmente, por um despertar. Uma vez despertos, vamos buscar a alegria ao invés do sucesso, porque se ela chegou em sua vida, significa que você vem conquistando o que é importante para você. Quer mais sucesso que isso?

Zia Medeiros
Se define como “escrevinhadora”, “desenhadora” e “fotografadora”. A paixão de Zia pela escrita é antiga, mas foi ao ver Eduardo Galeano recitar “Um mar de Fueguitos” que decidiu que iria escrever. Começou a desenhar para acalmar suas intensidades e, recentemente iniciou um namoro com a fotografia que promete ser sua nova paixão.

“Minha intenção é INSPIRAR. Gosto muito de contar histórias que vivi e criar a partir do que observo no mundo”

 Saiba mais sobre Zia Medeiros

Zia Medeiros
Zia Medeiros
Se define como “escrevinhadora”, “desenhadora” e “fotografadora”. A paixão de Zia pela escrita é antiga, mas foi ao ver Eduardo Galeano recitar “Um mar de Fueguitos” que decidiu que iria escrever. Começou a desenhar para acalmar suas intensidades e, recentemente iniciou um namoro com a fotografia que promete ser sua nova paixão. “Minha intenção é INSPIRAR. Gosto muito de contar histórias que vivi e criar a partir do que observo no mundo”  Saiba mais sobre Zia Medeiros
//]]>