Top of the Mind…e o que deixamos de lembrar?

Mulher, empreendedora
Um olho no peixe e o outro no gato! Essa é a mulher de hoje.
24 de maio de 2018
Aprendendo a pedir ajuda e a dividir tarefas!
29 de maio de 2018
Mostrar todos

Top of the Mind…e o que deixamos de lembrar?

Recentemente, fui abordada na rua por uma pessoa que faz pesquisa de mercado, para o Top of the Mind. Foi a primeira vez, e eu achando que era lenda urbana, mas as tais pesquisas existem!

Um rapaz educadamente, me abordou na rua e fez a seguinte pergunta…” Quando a senhora (quase tive um surto, senhora? hein?…) continuando… quando a senhora pensa numa marca de sabão em pó para lavar roupa, qual vem primeiro a sua mente?” Claro que falei “daquele famosão”, respondi automaticamente. Como não quero fazer propaganda de graça para ninguém, não vou citar o nome, mas eu sei que vocês pensaram no mesmo sabão. Deu ressonância!

O rapaz me agradeceu, sorriu e seguimos. Foi somente essa pergunta. Fiquei pensando sobre isso no caminho de volta pra casa.

 

“Top of the Mind”…

Ao chegar em casa, lá fui eu pedir “penico” para aquele site de pesquisa…

Achei a seguinte definição… “Top of the Mind é um termo em inglês utilizado na área de marketing empresarial como uma maneira de qualificar as marcas que são mais populares na mente (mind em inglês) dos consumidores. Segundo o AllWords.com, a definição é: “a porcentagem de entrevistados que, sem indução, nomeiam uma marca ou produto específico primeiramente, ao serem perguntados sobre as propagandas que se recordam de certa categoria de produtos pelos 30 dias passados.” fonte: site que vem no topo do site de pesquisa…

 

Existem várias categorias, para serviços de RH, terceirização de mão-de-obra, aviação, farmácias, supermercados, mas vou falar apenas dos produtos que consumimos no dia-a-dia, os de uso doméstico.

Cadastre abaixo o seu e-mail e receba os destaques do nCiclos

Comecei a fazer um top of the mind interno, lembrando de todas as marcas famosas de vários produtos, que por anos fazem parte da nossa vida. Viraram patrimônio nacional e porque não dizer, membros da família. Acredito que esses produtos, dentro de muitos lares brasileiros, sejam mais importantes que os próprios parentes, pois alguns são de extrema utilidade. Hoje, segundo outras pesquisas, é isso que se leva em conta, a “utilidade”…

“produtos-parentes”

Seguindo com a minha lista de “produtos-parentes”, lembrei da palha de aço de tantas utilidades, (na minha infância servia até para fazer a antena da TV funcionar. É tem sentido o entrevistador me chamar de senhora rsrsrs), aquele quadradinho de amendoim que até hoje tem a mesma embalagem, mas o sabor… a bala cor-de-rosa de embalagem azul e rosa, o sabonete que diz que é um luxo, o papel higiênico…bem esse, graças aos “deuses da pele sem escoriações” evoluiu…antes era aquele papel “que a mamãe e o papai escolheu”, a propaganda dizia que “era uma flor”, mas era uma lixa, entraria no Top of the mind pela dor causada, mas hoje nossa pele é tocada por toques de seda e folhas dupla, fermento em pó químico, com sua embalagem eternizada, o leite condensado, o palito de dente da moça sorridente, o detergente com nome de árvore, o açúcar, o achocolatado, o lanche que faz a criança feliz, até a cerveja desce redondo.

Mas existe o “super mega blaster top of the mind mundial” , o refrigerante a base de cafeína”. Dizem as más línguas, que sua composição carrega outras “ínas”, outra lenda urbana?,  e a lista se estende.

Sei que pensaram em tantas outras, mas não é incrível como nossa mente respondeu automaticamente a cada produto citado acima com seus respectivos nomes comerciais?

Top of the Mind na vida de alguém?

Agora faço a vocês, aos senhores, senhoras e todas as idades as seguintes perguntas:

O que a senhor(a) faz para se tornar Top of the Mind na vida de alguém?

Olhando para a sua vida, acredita que ao partir, será o Top of the Mind da vida de quantas pessoas?

Será Top of the Mind lixa ou o toque de seda?

O mundo está tão “coisificado”, que o refrigerante de cafeína é lembrando e consumido várias vezes ao dia, sem moderação, mas lembrar e consumir de uma boa companhia de forma saudável está virando artigo de luxo, para poucos paladares.

Quem dera, ser o sabão em pó de cor azul que é indispensável para tirar até as manchas mais difíceis, que muitas vezes foram causadas num momento de descontração com aquele ser humano…qual era mesmo?

Ah, tudo bem, o importante é que o sabão vai tirar a mancha!


Leia também: “Ser feliz é simples o difícil é ser tão simples assim”


 

Rubia Zanettini

Nascida em Capão Bonito, interior paulista. Uma “pé vermeio” com muito orgulho. Não sou jornalista e não sou escritora. Prefiro me definir como escrevedora. Escrever é um atrevimento e por amor tão somente. Formada professora nos bancos da escola. Micro empresária na área de Informática. Apreciadora de artes.

Meus textos basicamente são conversas com os leitores. Acredito que todos têm a contribuir com suas vivências. Cada ser carrega isso dentro de si, apenas esperando o despertar correto, que possam vir através das letras em forma de diálogos.

Nada é estático ou absoluto no Universo. Meus textos buscam esse foco. Sinto por vezes, que o nosso planeta, no nível de consciência humana, está à parte dele, e isso tem nos deixado perdidos quanto a nossa verdadeira missão ao ter vida, que é simplesmente viver, evoluir, sem transgredir nossas raízes ancestrais e culturais. Se conhecer, aprimorar e crescer.”

Saiba mais sobre Rúbia

 

 

Rubia Zanettini
Rubia Zanettini
Nascida em Capão Bonito, interior paulista. Uma “pé vermeio" com muito orgulho. Não sou jornalista e não sou escritora. Prefiro me definir como escrevedora. Escrever é um atrevimento e por amor tão somente. Formada professora nos bancos da escola. Micro empresária na área de Informática. Apreciadora de artes. "Meus textos basicamente são conversas com os leitores. Acredito que todos têm a contribuir com suas vivências. Cada ser carrega isso dentro de si, apenas esperando o despertar correto, que possam vir através das letras em forma de diálogos. Nada é estático ou absoluto no Universo. Meus textos buscam esse foco. Sinto por vezes, que o nosso planeta, no nível de consciência humana, está à parte dele, e isso tem nos deixado perdidos quanto a nossa verdadeira missão ao ter vida, que é simplesmente viver, evoluir, sem transgredir nossas raízes ancestrais e culturais. Se conhecer, aprimorar e crescer." Saiba mais sobre Rúbia    
0